Você conhece ou já ouviu falar da Ilha da Gigóia? A “ilha desconhecida” da Barra da Tijuca está há apenas 2 minutos de barco da agitação dos shoppings e prédios comerciais da Barra, proporcionando um ambiente bucólico e sossegado. Incrível como o Rio de Janeiro nos reserva algumas surpresas!

A ilha, habitada por três mil pessoas, não permite a entrada de carros, transmitindo um clima de interior e muita tranquilidade. Os moradores se orgulham por lá quase não existir violência. Será que estamos falando mesmo do Rio de Janeiro?Ilha da GigóiaAproveitei o último domingo de sol (que dia lindo!) para conhecer a Ilha da Gigóia e almoçar no Bar do Cícero. Depois de pesquisar alguns restaurantes na internet, vi que recomendavam esse como o melhor custo x benefício. Chamei a família e o namorado e lá fomos nós!
Ilha da gigoia
Para chegar na Ilha da Gigóia é preciso estacionar o carro no Shopping Barra Point ou no Posto de Gasolina ao lado. Nos cobraram R$15,00 para deixar o carro no posto. (Talvez seja mais garantido estacionar no shopping!)

Depois, andamos para a parte de trás do Hospital Unimed e logo chegamos em um píer improvisado. Lá estavam alguns barquinhos, também chamados de chalana. Você tem a opção de só atravessar a lagoa e descer na entrada da Ilha por R$2,00 ou ir até o Bar do Cícero, que fica um pouco mais distante, por R$5,00. Optamos pela segunda opção e fomos direto almoçar.
Ilha da GigóiaQuando olhamos o cardápio, nos decepcionamos um pouco com o valor. Pelo o que eu tinha lido na internet, era o bar com o melhor preço, mas achamos bem salgado. Pratos com peixes e camarões ficavam em torno de 200,00 ou mais para 2 pessoas. Não era o valor que estavamos dispostos a pagar, mas, como não era simples procurar outro restaurante (teríamos que pegar outro barco e ainda teria a chance de não ser bom, pelo menos esse era bem recomendado e estava cheio) decidimos ficar lá mesmo.
Processed with VSCOcam with c1 presetAcabamos pedindo o “prato do dia” com camarões VM, arroz de brócolis e batata corada. Esse, estava por R$ 110,00 para duas pessoas, foi o mais em conta que conseguimos. Portanto, se você espera um restaurante simples, não vá até lá. hahahah!  A comida era deliciosa e, apesar do atendente um pouco enrolado, não demorou tanto para chegar.Processed with VSCOcam with c1 preset
Parece que a moqueca e os pastéis são uma boa pedida. Fica a dica!! Há também outros restaurantes, com o Laguna, Capriccio e Caiçara. O Laguna é mais salgado ainda, o Capriccio serve comida italiana e o Caiçara parece ser parecido com o do Cícero. Vou voltar lá para experimentá-los!Processed with VSCOcam with c1 presetPegamos o barquinho novamente no píer do restaurante, pagamos mais R$5,00 por pessoa e voltamos para o carro. O sol já estava baixo, deixando o trajeto ainda mais bonito! Li também que você pode pagar R$20,00 para o barqueiro dar a volta na Ilha. Outra dica bem legal!Ilha da Gigóia Ilha da Gigóia
Assim terminou o nosso domingo! Valeu a pena conhecer esse lugar inusitado no meio da agitação da cidade. Quero voltar lá para andar pela Ilha e conhecer outros restaurantes!

Ah! Se você gosta desse clima tranquilo, também pode se hospedar na Ilha da Gigóia! Existem algumas boas opções, como o Apartment Ilha da Gigóia!


OBS: é provável que você encontre links de afiliados nesse post. Portanto, se você utilizou os nossos links para fazer as reservas da sua viagem, muito obrigada! É dessa forma que mantemos o blog ativo e sempre atualizado, pois ganhamos uma pequena comissão gerada através dessas vendas - e você não paga nada a mais por isso!
Quem escreve | @nandahudson
Quem escreve
Criadora de conteúdo e viajante profissional, a co-fundadora e editora do Mala de Aventuras está sempre em busca de paisagens de tirar o fôlego e experiências transformadoras pelo Brasil e pelo Mundo.

4 respostas

  1. Oi!!! Só pra fazer uma pequena correção aqui, o Bar do Cícero é na Ilha Primeira 🙂
    A Ilha da Gigóia é a ilha onde fica o Caiçaras, a que dá pra você ver quando está sentada no Cícero.
    Quanto aos valores, o Cícero possui um “cardapio oculto”, com Prato Feito pra 1 ou 2 pessoas de varia de 20 a 30 reais. Esse cardápio é mais conhecido pelos locais, e eles tentam esconder dos turistas.
    Caso volte a Ilha, não deixe de visitar o Espaço Eco Cultural Semear! O local funciona com trabalhos voluntários e além de incentivar a leitura e alimentação agroecológica, também dá oficinas e cursos semanalmente. Já teve até oficina de Slackline!
    Segue o link do espaço: https://www.facebook.com/BibliotecaComunitariaSemear/?fref=ts

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *