Bariloche é um destino bastante procurado por turistas que adoram admirar paisagens naturais. Principalmente no inverno, a cidade lota de visitantes que desejam ver neve. Se você tem viagem marcada para esse paraíso e quer saber o que fazer em Bariloche, então você está no lugar certo!

Essa pequena cidade localizada no norte da Patagônia Argentina esconde muitos passeios e experiências imperdíveis. A beleza dos pontos turísticos de Bariloche é tanta que as câmeras mal conseguem captar! Por isso, esteja preparado para ver paisagens únicas de tirar o fôlego.

Mas antes, confira agora quais são os passeios em Bariloche mais procurados pelos turistas brasileiros:


Dicas de viagem Bariloche

Antes de começar, nada melhor do que ficar por dentro de algumas dicas importantes, não é mesmo? Por exemplo, você sabe como chegar em Bariloche? Qual a melhor época para visitar a cidade? Onde se hospedar? Fique calmo e continue lendo para descobrir mais sobre esse destino.

Como chegar em Bariloche

Para nós brasileiros, o melhor jeito para chegar em Bariloche é indo de avião. As empresas aéreas que fazem o trajeto são a Latam e a Aerolíneas Argentinas com voos saindo das capitais brasileiras diariamente, especialmente nos meses da alta temporada em Bariloche (entre os meses de Maio e Julho). Os voos saindo do Brasil duram de 3 a 4h.

Se você estiver em Buenos Aires, pode optar por ir até Bariloche de carro alugado ou de ônibus, mas consideramos a opção de ir de ônibus pouco conveniente, já que o preço não é tão atrativo e o trajeto leva cerca de 22h.

#DicaDaNanda: Na hora de alugar seu veículo, não deixe de fazer uma cotação na RentCars. Nós usamos e recomendamos o serviço deles em todas as viagens. No site da RentCars você encontra as principais locadoras de veículos e pode comprar facilmente os preços. Prático e rápido.

Qual é a melhor época para visitar Bariloche

Muita gente me pergunta qual é a melhor época para visitar Bariloche e a resposta é: depende!

Muuuuitos turistas brasileiros preferem fazer uma viagem para Bariloche no inverno para poder ver neve, esquiar, curtir um friozinho e por aí vai. Mas afinal, quando neva em Bariloche? Os meses de Agosto e início de Setembro são os ideais para quem deseja ter essa experiência no destino.

Nesse período, você ainda encontrará neve na cidade, mas a temporada alta já vai estar acabando, então você consegue encontrar preços melhores na hospedagem, além das atrações estarem mais vazias.

Por outro lado, se você quer conhecer uma Bariloche calorenta, animada e ao ar livre, você certamente deve visitar Bariloche no verão, nos meses de Janeiro e Fevereiro. Ir nesses meses é ótimo para fazer atividades ao ar livre, já que as temperaturas ficam bem elevadas. Mas não esqueça de ter sempre um casaquinho em mãos, já que o clima pode mudar rapidamente.

O que fazer em Bariloche no verão

Engana-se quem pensa que não há nada o que fazer em Bariloche no verão. A cidade faz bastante calor nos meses de Dezembro, Janeiro e Fevereiro e os turistas podem curtir alguns passeios de aventura ao ar livre que não são possíveis durante os meses de inverno.

Além disso, você sabia que existem algumas praias em Bariloche? Sim! Essa cidade agrada mesmo todos os estilos de viajantes! Com isso, para te ajudar a decidir o que fazer em Bariloche no verão, preparamos uma lista com os melhores passeios:

O que fazer em Bariloche no inverno

Como já disse anteriormente, é no inverno que Bariloche lota de turistas e tem sua alta temporada. Apesar do frio com as temperaturas que facilmente ficam abaixo de 0, Bariloche é linda e tem muito o que te proporcionar.

o que fazer em bariloche no inverno
Nanda aproveitando para esquiar em Bariloche no inverno.

Veja agora nossa seleção especial com o que fazer em Bariloche no inverno:

Onde ficar em Bariloche

Muita gente tem dúvida sobre onde ficar em Bariloche, tendo em vista que a cidade possui opções de hospedagens no centro e também em lugares mais afastados, próximos aos Cerros.

Se você prefere ficar na região mais central, nossas sugestões de onde ficar em Bariloche no centro são:

01. Hotel Nevada (nossa escolha!)

02. Hotel Tres Reys

03. Alma Del Lago Suites & Spa

onde ficar em bariloche 2023
Piscina do hotel Alma del Lago Suite & Spa. Foto: Divulgação Booking

Agora, se você prefere se hospedar em um hotel mais afastado do centro, mas com muita natureza exuberante ao seu redor, nossas indicações são:

04. Apart Del Lago

05. Bosque Del Nahuel

06. Huinid Pioneros Hotel

Todavia, para quem quer curtir muito os esportes de neve, existem opções de onde ficar em Bariloche no Cerro Catedral, veja a seguir:

07. Club Hotel Catedral

08. Punto Bariloche

o que fazer em bariloche hotel de neve
Área de lazer do hotel Club Hotel Catedral. Foto: Divulgação Booking

Mas se você ainda tem dúvidas sobre onde se hospedar em Bariloche, não deixe de conferir nosso post super completo com dicas dos melhores lugares e hotéis da cidade.


O que fazer em Bariloche

Agora que compartilhamos as principais dicas sobre a cidade, vamos finalmente falar sobre o que fazer em Bariloche. A cidade possui diferentes atrativos e, certamente, você nunca ficará entediado enquanto estiver nesse destino tão surpreendente.

Como nós já visitamos Bariloche duas vezes e sempre nos meses de inverno, nossa lista foi baseada nos atrativos da temporada de neve. Portanto, é importante sempre conferir o site oficial das atrações para garantir que elas estejam em funcionamento.

Também devo mencionar que nossa lista inclui experiências gastronômicas, já que a Argentina é um destino famoso por suas carnes saborosas e Bariloche por seus chocolates de diferentes sabores.

Assim sendo, continue lendo para descobrir o que tem para fazer em Bariloche.


O que fazer em Bariloche: cerros e montanhas

Primeiramente, San Carlos de Bariloche é uma cidade patagônica rodeada de cerros e montanhas. Você encontrará muito o que fazer nesses lugares e, para ser sincera, eles são os principais pontos turísticos de Bariloche.

Selecionamos os principais cerros e atrativos para você aproveitar a cidade, veja só:

01. Cerro Catedral

O Cerro Catedral está localizado a 19km do centro de Bariloche e é a maior estação de ski da América Latina! Em todo o complexo do Catedral você encontrará restaurantes, cafeterias, lojas de aluguel de roupas e equipamentos de esqui e snowboard, além de 53 pistas de esqui de todos os níveis de dificuldade e mais de 30 teleféricos que te levam para o topo das pistas.

Já deu para perceber como o Cerro Catedral é enorme, não é? O local é muito procurado por esportistas de neve no inverno e aventureiros de trilhas no verão. Mas se você gostaria apenas de conhecer o cerro sem se aventurar em um esporte, fique tranquilo! O Catedral possui um teleférico para pedestres que desejam subir o cerro e aproveitar a vista lá do alto. Spoiler: a vista é ma-ra-vi-lho-sa.

 

Como esquiar no Cerro Catedral

Em Setembro de 2022, nós visitamos o Cerro Catedral para esquiar. Como era nossa primeira vez na neve, nós não tínhamos roupas nem equipamentos para isso. Sem contar que a gente não sabia nem como ficar em pé em cima do esqui.

Escolhemos, então, uma equipe de excelência para nos ajudar nessa tarefa: a Escuela Xtreme. Contratamos uma aula de esqui de meio dia, além do aluguel das roupas, equipamentos de proteção e os esquis! O professor Pablo foi ótimo e em pouquíssimo tempo nós já estávamos nos aventurando a descer a pista de esqui para iniciantes. Além do Pablo, toda a equipe foi muito atenciosa e a Escuela Xtreme possui uma enorme variedade de roupas e equipamentos de neve.

o que fazer em bariloche na neve
Nós e o professor Pablo da Escuela Xtreme.

Como chegar no Cerro Catedral: você consegue chegar até o Cerro Catedral de carro e o local possui um grande estacionamento. Se você não pretende alugar carro, pode escolher entre pegar um táxi ou um ônibus. É importante saber que para andar de ônibus em Bariloche, você precisa comprar previamente um cartão de passagem chamado SUBE.

> Clique aqui para reservar o seu lugar na excursão ao Cerro Catedral

02. Cerro Otto

O Cerro Otto é mais um dos pontos turísticos de Bariloche que você não pode deixar de ir. Essa é a montanha mais próxima do centro de Bariloche e a única que possui transporte gratuito do centro até o Cerro e vice versa.

Ao chegar na base do Cerro Otto, você deve subir de teleférico até o topo da montanha. São aproximadamente 1.400m de altura e a vista é impressionante. Ao chegar no topo, você pode andar pelos caminhos e apreciar muitas paisagens lindas, inclusive a Cordilheira dos Andes.

Você encontrará, também, 2 pistas de “esquibunda”: uma para crianças e uma para adultos, ou seja, um passeio com diversão para toda a família. Para praticar o esquibunda, você deve comprar o ticket que dá direito a prancha onde você senta para descer + 3 descidas. Eu recomendo que você se aventure porque é mesmo muito divertido!

o que fazer em bariloche cerro otto
A qualidade da foto não é das melhores, mas é o meu único registro no esquibunda do Cerro Otto

Por fim, também fica no Cerro Otto a famosa Confeitaria Giratória e como essa atração merece um destaque só pra ela, criamos o próximo tópico para falar dessa experiência incrível.

Como chegar no Cerro Otto: existe um ônibus gratuito que sai da Rua Mitre e vai para o Cerro Otto diariamente, toda hora e trinta (9:30, 10:30, 11:30). Você deve pegá-lo no ponto de ônibus em frente ao prédio da Aerolíneas Argentinas, próximo ao centro cívico.

> Clique aqui para comprar o seu ticket para o Cerro Otto.

#DicaDaNanda: Nós usamos o site do GetYourGuide e do Civitatis para reservar nossos passeios com antecedência, assim nós evitamos filas nas principais atrações. O melhor de tudo é que eles possuem política de cancelamento grátis caso você precise mudar os planos.

03. Confeitaria Giratória

Em minha viagem, nós fomos para o Cerro Otto cedo e aproveitamos a parte da manhã para curtir o esquibunda e passear pelo local. Depois de tirarmos muitas fotos, nós decidimos almoçar na Confeitaria Giratória, uma espécie de cafeteria + restaurante que fica no topo do Cerro Otto.

O nome faz jus ao ambiente. Isso quer dizer que o local gira de verdade, mas você não precisa se preocupar. O movimento é tão lento que é praticamente imperceptível e não dá para ficar enjoado. Nós almoçamos e tomamos vinho e foi bem tranquilo.

Além de ter uma comida deliciosa e preços bastante convidativos (eu pensava que seria um almoço caro, por estar em um dos principais pontos turísticos de Bariloche, mas realmente não é!), na Confeitaria Giratória você come apreciando uma vista 360º maravilhosa da montanha.

o que fazer em bariloche confeitaria giratória
Um dos visuais da Confeitaria Giratória do Cerro Otto.

Como chegar na Confeitaria Giratória: a confeitaria fica no topo do Cerro Otto! Para chegar até ela, você deve comprar o ticket de entrada no Cerro Otto e subir de teleférico até lá.

04. Piedras Blancas

Piedras Blancas é um grande parque de diversões de neve localizado atrás do Cerro Otto. O parque foi todo planejado para garantir a diversão de crianças e adultos e o complexo conta ainda com restaurante e cafeteria.

No parque Piedras Blancas você poderá praticar mais o esquibunda, agora em mais de 3000 metros de pista! Você também pode optar por descer escorregando na neve em boias especiais (snowtubing), pode descer de tirolesa e pode fazer um safári fotográfico. Todas as opções estão disponíveis em níveis para crianças e adultos.

No verão, o parque oferece outros tipos de atividades, mas é no inverno que o parque lota de turistas!

Como chegar em Piedras Blancas: apesar da proximidade com o Cerro Otto, não existe opções de transporte público que te levem até lá e mesmo o ônibus gratuito não é conveniente porque você não conseguirá chegar andando. Por isso, o único meio de chegar até Piedras Blancas é de carro.

05. Cerro Tronador

Eu amei esquiar e amei me divertir no esquibunda, mas o passeio ao Cerro Tronador foi o que ganhou meu coração.

O Cerro Tronador é o morro mais alto de Bariloche, com seu topo a 3.554 metros acima do nível do mar. Ele fica em uma área de um vulcão inativo e possui 7 geleiras que estão em remissão por conta do aquecimento global. O nome “tronador” vem justamente dos pedaços de gelo que se soltam das geleiras e, ao caírem, fazem um barulho que se assemelha a uma trovoada.

O caminho até o Cerro Tronador é longo e no local você não encontrará restaurantes, cafeterias, nem banheiros. Apenas um lago e as geleiras te esperam nesse paraíso que parece intocado pelo homem.

o que fazer em bariloche cerro tronador
A beleza única do Cerro Tronador no inverno.

Como chegar no Cerro Tronador: você precisa ir de carro ou de excursão para esse cerro. Se optar por ir de carro próprio, é preciso se atentar aos horários de funcionamento da estrada já que não é possível ir e vir pela estrada em qualquer horário. Além disso, verifique sempre as condições climáticas e não esqueça de alugar correntes para os pneus.

> Clique aqui para comprar o passeio até o Cerro Tronador


O que fazer em Bariloche: no centro

Por mais que os principais pontos turísticos de Bariloche sejam os cerros que não estão localizados no centro da cidade, saiba que ainda assim existem passeios imperdíveis na região central de Bariloche.

Continue lendo para descobrir em Bariloche o que fazer no centro:

06. Caminhar na Rua Mitre

A principal rua do centro de Bariloche é a Rua Mitre e ela atravessa praticamente toda a região. É nela que você encontrará onde trocar dinheiro, além de lojinhas de chocolate, restaurantes, cafés, lojas de souvenirs, lojas de roupas, sapatos, supermercados e feirinhas de artesanato.

A rua é bem movimentada e eu recomendo que você tire um dia para passear por lá com tranquilidade. Aproveite para escolher um bom restaurante para almoçar e uma boa loja pra comprar o famoso alfajor argentino!

07. Compras no Shopping Patagônia

Se você está procurando o que tem para fazer em Bariloche além de esquiar, o Shopping Patagônia é uma excelente opção!

Apesar de não estar numa região tão central, o Shopping Patagônia fica a 10 minutos de caminhada da Rua Mitre. E diferente dos shoppings aqui do Brasil, lá nesse shopping você encontrará coisinhas mais baratas do que na Rua Mitre.

As lojas de roupas e calçados tem preço mais popular por lá. Dizem que isso se justifica porque o shopping foi planejado para os moradores de Bariloche e não para os turistas! Eu aproveitei para comprar muitos chocolates por lá também, já que o preço estava ótimo.

Como chegar no Shopping Patagônia: caminhe da Rua Mitre para a Av. San Martin e da San Martin caminhe em direção a Av. Moreno. O shopping fica na esquina da Av. Moreno com a Rua Onelli.

08. Caminhar às Margens do lago Nahuel Huapi

O lago Nahuel Huapi é o maior lago de Bariloche. Sempre que você estiver caminhando pelo centro da cidade, você estará vendo o lago que ocupa todo o limite norte da cidade.

Atrás do lago está a Cordilheira dos Andes, que reflete na água do Nahuel Huapi criando uma paisagem natural incrível. Às margens do lago, você encontrará parquinho para crianças e mesinhas liberadas para quem quiser fazer um picnic.

o que fazer em bariloche no verão
Caminhar às margens do lago Nahuel Huapi sem pressa é uma ótima opção do que fazer em Bariloche.

Aproveite também para caminhar pelas margens do lago até a Catedral de San Carlos de Bariloche, conhecida também como Catedral Nossa Senhora do Nahuel Huapi, o principal templo católico da cidade.


O que fazer em Bariloche: a noite

Se você está se perguntando o que tem para fazer em Bariloche a noite, saiba que a cidade não tem a vida noturna muito agitada. Pelo menos não no inverno. Quando eu fui, apenas encontrei 1 baladinha em um hotel, mas apenas hóspedes de redes parceiras poderiam ingressar, o que não era o nosso caso.

Sendo assim, confira as melhores opções do que fazer em Bariloche a noite.

09. Beber uma cerveja patagônica em um pub

Você sabia que a região da Patagônia é famosa também por suas cervejas artesanais? Por isso, não deixe de reservar um momento para sentar em um pub local e apreciar a cerveja patagônica.

Nós conhecemos a Cervejaria Patagônia (na Av. 12 de Octubre) e o Pub Ogham (na Av. San Martin). Além disso, outra boa recomendação é o Pátio de Comidas localizado na Rua Mitre, lá você poderá beber chopp draft de diferentes cervejarias locais.


o que tem para fazer em bariloche
Chopp artesanal da Cervejaria OGHAM.

10. Jantar no restaurante Família Weiss

O restaurante Família Weiss é um clássico de Bariloche. Localizado na esquina da Rua Mitre com a Rua Almirante O’Connor, você certamente precisará fazer reserva para aproveitar essa experiência sem enfrentar filas.

Se você está procurando o que fazer em Bariloche no verão, no inverno ou em qualquer outra época, não deixe de incluir esse local na sua lista. O ambiente é super charmoso e a culinária local impressiona. Por lá, você poderá experimentar pratos famosos como o cordeiro patagônico e a truta patagônica também. São especialidades da casa. Não deixe de combinar esses pratos com um bom vinho!

o que fazer em bariloche em agosto
Foi no restaurante Família Weiss que eu conheci meu vinho favorito: Alamos.

Em algumas noites, o restaurante oferece show de tango gratuito para os clientes sem cobrar nada a mais por isso. Assim, você poderá aproveitar mais um pouquinho da cultura argentina enquanto saboeira uma comida gostosa.

Vale ressaltar que a grande maioria dos restaurantes em Bariloche fecham após o almoço para a famosa siesta. O descanso pós almoço é algo cultural na Argentina e, com isso, os restaurantes costumam fechar as 15h da tarde e reabrir as 18h da noite.


O que fazer em Bariloche: nos arredores

As cidades vizinhas de Bariloche também merecem um destaque no seu roteiro. Cada uma tem seu charme próprio e você pode fazer um bate volta indo de carro ou de excursão. Além disso, existem ilhas ao redor de Bariloche que merecem a sua visita.

Continue lendo para descobrir o que fazer nos arredores de Bariloche:

11. Villa La Angostura

Villa la Angostura é uma cidade pequena e charmosa localizada a 80km de Bariloche. É muito comum turistas que vão para Bariloche também fazerem um bate e volta até lá.

o que fazer em bariloche villa la angostura
A cor dos lagos de Villa la Angostura é impressionante.

Apesar de pequena, há muito o que fazer por lá. Assim como em Bariloche, você encontrará alguns cerros, lagos e paisagens de tirar o fôlego. O cerro mais famoso da região chama-se Cerro Bayo e nele você também encontra uma estação de esqui e snowboard.

Reserve pelo menos um dia para visitar Villa La Angostura e aproveite para comer em um restaurante de alta gastronomia local e passear pelo centrinho da cidade que possui uma feirinha artesanal bem legal.

> Clique aqui para reservar o seu lugar na excursão até Villa la Angostura + Cerro Bayo

12. Rota dos 7 lagos + San Martin de Los Andes

A cidade de San Martin de Los Andes é a próxima cidade após a Villa La Angostura e é outra opção de o que fazer em Bariloche nos arredores. San Martin também é uma pequena cidade que tem a cara de um vilarejo típico de montanha, com casinhas baixas em madeira e construções de pedra.

O caminho até San Martin de Los Andes passa pela Rota dos 7 Lagos que nada mais é uma estrada que beira 7 lagos glaciais com águas cristalinas e tons de azul e verde impressionantes. Aventureiros podem acampar em lugares específicos dessa rota no verão.

o que fazer em bariloche em julho
Visual da Rota dos 7 Lagos.

Se você tiver tempo de viagem, recomendamos que você fique mais de um dia em San Martin. Mas se não for possível, não deixe de fazer o bate e volta e garantir 2 passeios em um só!

> Clique aqui para garantir sua vaga na excursão até San Martin passando pela Rota dos 7 Lagos

13. Isla Victoria

Quem visita Bariloche também não pode deixar de fazer um passeio de barco pelo lago Nahuel Huapi. A Isla Victoria é a maior ilha do lago e ao desembarcar na ilha você pode caminhar sozinho ou com um guia local que irá falar mais sobre a história dos bosques e vegetação local.

Você encontrará ao longo da caminhada algumas pinturas rupestres conservadas, muitas árvores gigantes (incluindo a famosa Sequoia) e até uma praia de lago onde os turistas se refrescam no calor. Por isso, não deixe de incluir esse passeio na sua lista de o que fazer em Bariloche no verão.

Ainda há um restaurante na ilha para quem quiser almoçar ou fazer um lanche.

pontos turísticos bariloche
Porto Panuelo de onde saem os catamarãs para a Isla Victoria.

Para chegar até a ilha, primeiramente os turistas devem ir de carro, transfer ou ônibus (a linha que faz o trajeto centro x porto é a número 20) até o Porto Panuelo, que fica a aproximadamente 25km do centro de Bariloche. Ao chegar no Porto, você precisa pegar um catamarã até a ilha.

> Clique aqui para garantir sua vaga na excursão até a Isla Victoria com transfer do hotel.


O que fazer em Bariloche: experiências gastronômicas

Quando fiz minha viagem para Bariloche, fiquei impressionada com a comida e como as experiências gastronômicas são importantes para eles. Isso significa que você vai comer muito bem em todos os restaurantes, cafeterias e lanchonetes.

A comida é muito gostosa, farta e com ótimo custo benefício. Quando converti os valores, achei os pratos mais em conta do que aqui no Brasil. Dito isso, vamos as experiências gastronômicas que você não pode perder em Bariloche:

14. Comer chocolate na chocolateria Mamuschka

Bariloche é muito conhecida por seus chocolates gostosos e variados. Ao caminhar pela Rua Mitre, você encontrará diversas confeitarias e lojinhas que vendem chocolate, sendo a mais clássica de todas a Chocolateria Mamuschka.

Fundada em 1989 e reconhecida por suas cores vermelhas e bonecas russas, a Mamuschka reúne em si uma doceria, chocolateria, cafeteria e sorveteria. Os seus doces são tão gostosos que o local certamente virou um dos pontos turísticos de Bariloche.

pontos turísticos bariloche
O cheesecake da Chocolateria Mamuschka é imperdível.

Não deixe de fazer uma visita e de provar um docinho deles. O carro chefe da Mamuschka é o chocolate produzido com massa de cacau 100% de fabricação própria. Aliás, esse é um lema da empresa: participar de todos os processos de produção dos produtos comercializados.

15. Provar a famosa parrillada argentina

Quem viaja para a Argentina e é fã de comer carne precisa provar a parrillada argentina. Sendo considerada uma prima do churrasco brasileiro, a parrillada tem suas características próprias e marcantes.

Primeiramente, as carnes são preparadas em um tipo diferente de churrasqueira, chamado parrilla. Nela, as brasas não ficam embaixo da carne como nas churrasqueiras do Brasil, e sim ficam ao lado.

Além disso, são diferentes tipos de cortes de carne e partes do boi que compõem a parrillada, incluindo as chamadas entranhas (partes como fígado e rins). Quando comemos a parrillada argentina da Parrilla de Júlian, nós pedimos a opção sem entranhas.

A última diferença crucial entre a parrillada e o churrasco brasileiro são os acompanhamentos. Aqui no Brasil, misturamos linguiça, pão de alho, arroz, vinagrete e farofa. Na parrillada argentina, a carne é a atração principal, sendo servida de maneira farta, enquanto os acompanhamentos se resumem em apenas uma porção de batata ou purê de batatas.


Roteiro Bariloche

Depois de conhecer mais sobre esse destino incrível, chegou a hora de montar o seu roteiro por Bariloche. A minha viagem foi de 10 dias, mas montei roteiros de 3, 5 e 7 dias para quem tem menos dias na cidade poder se inspirar. Veja a seguir:

O que fazer em Bariloche 3 dias

Quem tem poucos dias na cidade, precisa ter bastante precisão na hora de organizar os passeios. Certamente não será possível conhecer todos os pontos turísticos de Bariloche, então você precisa priorizar as atrações mais importantes que você quer conhecer.

Nossa sugestão do que fazer em Bariloche em 3 dias é:

  • Dia 01: Cerro Otto + almoço na Confeitaria Giratória + caminhada pela Rua Mitre + Confeitaria Mamuschka
  • Dia 02: Caminhar às margens do lago Nahuel Huapi + Cerro Catedral + jantar uma boa parrillada argentina
  • Dia 03: Cerro Tronador + jantar no restaurante família Weiss
o que fazer em bariloche 3 dias
Viagem em família! Éramos 7 adultos e 3 crianças!

O que fazer em Bariloche 5 dias

Se você tem mais dias na cidade, pode incluir no seu roteiro Bariloche passeios até cidades vizinhas ou às ilhas do lago Nahuel Huapi. Nossa sugestão de roteiro é:

  • Dia 01: Cerro Otto + almoço na confeitaria giratória + jantar uma boa parrillada argentina
  • Dia 02: Cerro Catedral + aula de esqui + jantar em um restaurante às margens do lago Nahuel Huapi
  • Dia 03: bate e volta até Villa La Angostura + jantar no restaurante Família Weiss
  • Dia 04: Cerro Tronador + caminhada pela Rua Mitre + Confeitaria Mamuschka
  • Dia 05: Caminhar às margens do lago Nahuel Huapi + passeio até a Isla Victoria + terminar o dia em provando uma cerveja patagônica

O que fazer em Bariloche 7 dias

Por fim, com mais alguns dias você vai descobrir mais lugares da região e pode tirar um dia para fazer compras. Vem comigo para descobrir o que fazer em Bariloche em 7 dias:


  • Dia 01: Cerro Otto + almoço na confeitaria giratória + jantar na Rua Mitre
  • Dia 02: bate e volta Villa La Angostura + Rota dos 7 Lagos + San Martin de Los Andes
  • Dia 03: Cerro Catedral + aula de esqui + jantar uma parrillada argentina
  • Dia 04: caminhar pela rua Mitre + comprinhas no Shopping Patagônia + café na Confeitaria Mamuschka
  • Dia 05: Cerro Tronador + jantar em um restaurante às margens do lago Nahuel Huapi
  • Dia 06: Parque Piedras Blancas + jantar no restaurante Famíla Weiss
  • Dia 07: Caminhar às margens do lago Nahuel Huapi + passeio até a Isla Victoria + terminar o dia em provando uma cerveja patagônica
o que fazer em bariloche no verão
Porto de San Martin de Los Andes

Dúvidas Frequentes de quem busca o que fazer em Bariloche

Viajar é sair da nossa zona de conforto, por isso é super comum que várias dúvidas apareçam enquanto planejamos uma viagem. Mas calma! Nós estamos aqui para te ajudar nisso!

Quantos dias em Bariloche?

Muitos dos nossos leitores perguntam quantos dias em Bariloche é o ideal. Para ser sincera, acredito que 7 – 10 dias é o tempo ideal para quem quer ter uma experiência completa sem precisar fazer tudo correndo.

Mas se você não tiver esse tempo todo disponível, você precisará priorizar passeios e experiências de acordo com a quantidade de dias que você tiver.

Bariloche: qual a melhor época para ir

Definir qual a melhor época para ir para Bariloche depende do que você espera encontrar na cidade. Apesar de ser muito procurada por turistas que desejam ver neve e esquiar, a cidade também quem ótimas opções de lazer e turismo no verão.

Assim sendo, recomendamos os meses de fevereiro e março para quem quer conhecer Bariloche no verão. Enquanto isso, se a neve é o seu motivo principal de viagem, sugerimos o mês de agosto, mês que a temporada de inverno começa a se findar e os preços ficam mais em conta, mas ainda assim muita neve estará te esperando!

O que fazer em Bariloche além de esquiar

Engana-se quem pensa que só aproveita a viagem para Bariloche quem é grande admirador de esportes de neve. Para muito além do esqui ou snowboard, descubra o que fazer em Bariloche além de esquiar:

  • Conhecer o Cerro Otto e almoçar/lanchar na confeitaria Mamuschka
  • Ir até o Cerro Tronador admirar as geleiras.
  • Andar num catamarã até a Isla Victoria e tomar banho na Playa del Toro se for verão.
  • Subir de teleférico no Cerro Catedral para admirar a vista do lago Nahuel Huapi e da Cordilheira dos Andes
  • Comer chocolate na Mamuschka
  • Fazer passeios até as cidades vizinhas Villa La Angostura e San Martin de Los Andes
pontos turísticos bariloche
A fachada da famosa chocolateria Mamuschka em Bariloche

O que fazer em Bariloche barato

Muita gente pensa que Bariloche é um destino caro, mas ainda assim, existem boas opções do que fazer em Bariloche barato.

Por exemplo, o passeio até o Cerro Otto é um passeio bem em conta, já que conta com transporte centro de Bariloche x Cerro Otto e vice-versa + subida no teleférico já incluso na tarifa. Nós pagamos ARS 4.500 que convertendo deu R$80,00 por pessoa.

Além disso, os passeios de barco no lago Nahuel Huapi também tem preços convidativos. Ir até Villa La Angostura e San Martin de Los Andes passando pela Rota dos 7 Lagos também.

Por fim, caminhar pela rua mitre e fazer um picnic às margens do lago Nahuel Huapi também são boas opções.

O que fazer em Bariloche com chuva

Está com medo de pegar chuva quando estiver em Bariloche? Saiba que você poderá fazer alguns passeios mesmo com esse empecilho. Aproveite para conhecer e Catedral de Bariloche, o Museu da Patagônina, o Cassino de Bariloche, o Shopping Patagônia e o Museu do Chocolate Havanna.


Pronto para escolher o que fazer em Bariloche?

Conta pra mim, já está com vontade de conhecer Bariloche? Tenho certeza de que você vai amar esse destino. E se ficou alguma dúvida, pode deixar sua pergunta nos comentários abaixo que irei te ajudar o mais breve possível.


Você também vai gostar de ler:

Onde esquiar em Bariloche: estações de ski + dicas de hotel de neve

Roteiro de 10 dias em Bariloche e San Martin de Los Andes para curtir o inverno

Viagem Bariloche: tudo o que você precisa saber para planejar a sua

Onde ficar em Bariloche 2022: melhores regiões e hotéis


OBS: é provável que você encontre links de afiliados nesse post. Portanto, se você utilizou os nossos links para fazer as reservas da sua viagem, muito obrigada! É dessa forma que mantemos o blog ativo e sempre atualizado, pois ganhamos uma pequena comissão gerada através dessas vendas - e você não paga nada a mais por isso!
Quem escreve | @feaimee
Fe Aimee
Empreendedora e brecholeira, a revisora do Mala de Aventuras também é apaixonada por moda e astrologia e está sempre sonhando com a próxima viagem.
  • Sobre
    Sobre o Mala de Aventuras
    Aqui você encontra a melhor curadoria de destinos, hotéis e experiências pelo mundo. Acompanhe as nossas viagens em tempo real no @maladeaventuras
  • Organize a sua viagem!
    Descubra quais ferramentas nós e
    outros viajantes profissionais usamos
    para economizar nas viagens!
  • NEWSLETTER
  • Nossos presets!

    Sua fotos incríveis com apenas um clique!
    Conheça a nossa coleção de filtros para edição de fotos no aplicativo Lightroom!

  • Posts em destaque
  • E-Book fotografia
    ebookMDA
  • Publicidade

2 respostas

  1. Primeiramente parabéns pelo conteúdo do post! Era exatamente o que eu estava procurando e me ajudou muito na programação.
    No meu roteiro vou ficar 4 dias em Bariloche em Agosto, e estou muito na dúvida entre fazer o passeio pra Villa La Angostura ou pra Isla Victoria. Se fosse pra escolher um destes dois no inverno, qual você escolheria?

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *